Como a ansiedade e estresse durante a Pandemia do Covid 19, podem causar dor e contraturas.

Durante a pandemia, nossa população tem vivido momentos de muito estresse, ansiedade e até depressão por inúmeros motivos e de várias intensidades. Quem nunca se queixou de dores cervicais, lombares e que de repente até limitaram seus movimentos e as atividades de vida diária?



Muitas dessas algias (dores) são causadas por contraturas e espasmos musculares!

Mas o que é uma contratura ou espasmo muscular?


No momento do impacto como um momento de estresse, são liberados no sangue alguns hormônios como a adrenalina, que estimula um estado de atenção e aumenta a tonicidade (capacidade de contração) muscular. Essas alterações em nosso corpo são necessárias para preparar o corpo para a luta ou a fuga.


Após liberação hormonal, o sistema nervoso parassimpático ativa uma ação oposta, liberando outros hormônios, como a noradrenalina, que restabelecem uma situação de tranquilidade. Se eventos estressantes ocorrerem repetidamente, impedem que os sistemas nervoso parassimpático entre em ação e obstrui a liberação de noradrenalina para provocar uma sensação de relaxamento, o organismo então permanecerá em um estado elevado de excitação, sendo incapaz de enfrentar e sustentar a pressão.


Durante períodos como que estamos passando com a Pandemia do Covid 19 o estresse emocional é quase diário, medo do vírus, mudanças no ambiente de trabalho, família presa em casa, estudo com as crianças, tudo isso junto acaba aumentando o tônus muscular, podendo provocar diversas alterações físicas como por exemplo câimbras, fadiga e tensão muscular.


Os sintomas mais comuns consistem em dores localizada nas regiões da musculatura tensa e muitas vezes se estendendo ao seguimento neural atingido (irradiando para braços e pernas), onde se encontram pontos gatilho que são pontos de dor intensa.


Leia mais sobre ponto gatilho no artigo “O que é o ponto gatilho” e “Quais achados físicos encontramos no ponto gatilho”


Além das dores Físicas a ansiedade e o estresse geralmente são acompanhados por sintomas como a inquietação ou sensação de estar com os nervos à flor da pele, fadiga, dificuldade de concentrar-se ou sensações de esquecimentos, irritabilidade e perturbação do sono.


Muitas pessoas que relatam dores e contraturas musculares sofrem com impossibilidade de fazer as atividades e os movimentos durante nosso dia a dia, o que traz danos as funções do nosso corpo e as alterações biomecânicas.


Diante de todas essas informações, chegamos à conclusão de que o melhor tratamento para esse tipos de tensões é regular os níveis de ansiedade e estresse.

Mas como regular o nível de ansiedade e stress?

A fisioterapia pode te ajudar de várias formas como: o uso de técnicas específicas para a inibição dos pontos gatilhos seja com a acupuntura, dry needling (agulhamento à seco), ventosa terapia, liberações miofasciais, aparelhos termofototerápicos e até mesmo o Pilates que através dos exercícios é possível aliviar as dores, promover alongamento e fortalecimento da musculatura, além de reduzir os níveis de estresse. Estes tipos de tratamentos conservadores ainda ajudam a prevenindo novas lesões, contribuindo também para a dissipação dos nódulos de tensão.

Quer saber mais, acompanhe nossas postagens e nos envie sua pergunta!

Grupo MA Cuidando de você por completo!

Posts recentes

Ver tudo