Pilates no tapete

Você sabia que o Pilates no tapete é nosso tão querido e comentado durante a pandemia MAT PILATES?


Então, vamos tirar esta dúvida e desvendar o mundo do método mais praticado e procurado durante os dias que não pudemos realizar atividades nos estúdios com os equipamentos.


Pilates no tapete nada mais é do que uma versão do Método Pilates onde os exercícios são realizados no chão ou como é conhecido internacionalmente no MAT.

Essa versão feita no tapete ou MAT foi a primeira criada por Joseph Pilates, que realizava seus exercícios ao ar livre e em qualquer oportunidade que ele tinha.


Os equipamentos de Pilates, que hoje a maioria das pessoas conhecem, só passaram a fazer parte do método depois de alguns anos de prática, aparecendo primeiro como pequenos acessórios e chegando até maquinas grandes e pesadas.


Mas você sabia que o Pilates no MAT ou no tapete pode ser mais difícil do que no aparelho?


Quando os exercícios são feitos sem os equipamentos temos diferentes transformações no movimento e em nosso corpo, uma delas é a intensidade e a dificuldade.


No MAT a dificuldade dos exercícios pode ser mais elevada pois exige a utilização do corpo como carga e como controle do movimento, e o praticante precisa estar ainda mais concentrado no seu controle corporal durante a execução, pois ele não possui nenhuma orientação ou caminho que deve seguir, o movimento é livre.


A diferença entre o Pilates no tapete e o Pilates em equipamentos é que o primeiro permite que você use toda sua capacidade de controle de movimento e você ainda pode possa incluir vários acessórios para deixar os exercícios mais criativos, diferentes e até mais desafiadores, já o Pilates nos equipamentos permite que você use molas para dificultar ou ajudar durante as execuções, orienta e direciona o caminho do seu movimento.


Como Joseph criou o Pilates no tapete?



Joseph Pilates criou seus exercícios em anos de muito estudo e práticas e em 1945 descreveu o MAT 34, uma sequência de exercícios de MAT originalmente escrita e catalogada por ele em seu livro Return to life of Contrology, exercícios esses que no mundo contemporâneo foram ganhando algumas adaptações e criações, inclusive para realizar nos próprios aparelhos.


Essa série de 34 exercícios virou 37 e hoje possui tantas variações que mal podemos descrever.


Joseph defendeu que a Contrologia tem a função de restaurar a boa forma física, limpar o corpo pela circulação sanguínea e resultar em uma vida muito melhor.

Os benefícios que o método Pilates trás são vários desde: melhora da flexibilidade e fortalecimento da musculatura global, mobilidade articular, melhora da postura e alinhamento corporal, consciência corporal, alívio de dores, melhora da respiração e mobilidade torácica, diminuição do nível de estresses, equilíbrio e coordenação motora, fortalecimento e consciência de power house (centro de força), entre outros.


Fazer Pilates no tapete ou no aparelho é só uma questão de oportunidade, pois qualquer que seja sua opção naquele momento você vai poder aproveitar os benefícios do método para sua vida.


O importante é praticar!




10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo